LSDex
Ele é um autêntico homem de
lugar nenhum
Sentado em sua terra de lugar
nenhum
Fazendo todos os seus planos
inexistentes
Para ninguém
Buda Natural

Buda Natural


(via The Door | Flickr - Photo Sharing!)
Sem ter apenas um ninho
Um pássaro pode chamar o mundo de lar
A vida é sua profissão
Vim para este mundo não para torná-lo um bom lugar de se viver, mas sim para viver nele!

A Desespiritualização

Cachorro Grande - Costa do Marfim

01 - Costa do Marfim (Cachorro Grande / Edu K) 0:00
02 - Nós vamos fazer você se ligar (Beto Bruno / Marcelo Gross) 1:10
03 - Nuvens de fumaça (Marcelo Gross) 12:18
04 - Eu não vou mudar (Beto Bruno) 16:54
05 - Crispian Mills (Rodolfo Krieger / Edu K) 23:17
06 - Use o assento para flutuar (Beto Bruno / Gabriel Azambuja) 28:14
07 - Como era bom (Beto Bruno / Rodolfo Krieger) 34:23
08 - Eu quis jogar (Marcelo Gross) 39:19
09 - Torpor partes 2 & 5 (Beto Bruno / Edu K) 43:53
10 - O que vai ser (Marcelo Gross) 52:15
11 - Fizinhur (Cachorro Grande / Edu K) 57:20

O Habitat faz o Homo-Maus-Humoradus

O Habitat faz o Homo-Maus-Humoradus

Amigo Nenhum - Matanza

Eu acabei de chegar e já me arrependi
Eu tinha prometido que não voltaria mais aqui
Cai a noite é sempre tudo igual
Começa muito bem, mas acaba muito mal

Passa o tempo, passam gerações e só fica pior
Nessa esquina havia um bar onde jogavam poker de marujo e continua tudo sujo
Continua tudo realmente muito feio
Das lembranças que eu odeio as piores são as que trago daqui

Mil vezes maldita cidade, que infelicidade eu tive de ser mais um
Dos que aqui nasceram respirando perigo
Por isso aqui ninguém se faz de poucos amigos
Aqui ninguém tem amigo nenhum

É muito natural que eu não me sinta bem
Pois chove desgraçadamente desde que eu desci do trem
Complicado até pra caminhar
O vento é tão gelado que é dificil respirar

Sigo um labirinto que me leva de volta ao hotel
O meu quarto empoeirado continua exatamente no estado em que eu deixei
Até o vinho no carpete que eu derramei
E só agora eu vi que na verdade eu nunca sai daqui

Mil vezes maldita cidade, que infelicidade eu tive de ser mais um
Dos que aqui nasceram respirando perigo
Por isso aqui ninguém se faz de poucos amigos
Aqui ninguém tem amigo nenhum

Mil vezes maldita cidade, que felicidade eu tive de ser mais um
Dos que aqui nasceram respirando perigo
Por isso aqui niguém se faz de poucos amigos
Aqui ninguém tem amigo nenhum